Jazz

Esse estilo de dança se tornou especialmente popular por aparecer em diversos programas de televisão. As coreografias feitas em musicais no teatro e no cinema, bem como em clipes de música, costumam ser criadas com as bases do Jazz Dance, assim como o sapateado, que é uma vertente do estilos.

Ótima modalidade para crianças, jovens e adultos que buscam um exercício para manter o corpo ativo. Quem não pratica nenhum tipo de exercício pode se sentir um pouco desafiado pelo ritmo intenso da dança, mas com o tempo, a prática fica muito mais prazerosa.

A aula inclui alongamentos, adaptação aos ritmos e trabalho muscular de várias partes do corpo, principalmente pernas e braços. Junte a isso a diversão de uma aula em grupo e o desenvolvimento da coordenação motora e o Jazz Dance se torna uma atividade completa.

Além de tudo isso, qualquer tipo de dança ainda pode fazer bem para o cérebro das pessoas. Um exemplo é um estudo publicado em 2003 no New England Journal of Medicine, que constatou que praticar dança, ao menos duas vezes por semana, pode reduzir os riscos do desenvolvimento de demência. Isso vale para o jazz também.

Professor:

Santiago Silva

Modalidades